Sobre a Impotência Sexual

A impotência sexual, ou disfunção erétil como também é conhecida pode significar que alguma doença física ou psicológica está acontecendo. Alguns quesitos devem ser levados em consideração, por exemplo:

  • A impotência não tratada pode se tornar crônica, o que torna ainda mais difícil a recuperação;
  • O tratamento deve ser feito sempre com acompanhamento de um profissional;
  • A própria pessoa pode fazer o diagnóstico;
  • Exames laboratoriais e de imagem não são necessários para fazer o diagnóstico;
  • Problemas rotineiros do dia a dia podem também ser a causa da disfunção erétil.

O principal sintoma deste problema é a falta de ereção ou a incapacidade de conseguir mantê-la, o que torna a relação sexual não satisfatória.

Além das causas físicas, o estresse e a ansiedade também são grandes responsáveis pelo surgimento da impotência, assim como a baixa auto estima que podem ser causas e também consequências do problema.

Pessoas que suspeitam estarem começando com a disfunção erétil não devem esperar muito para procurar ajuda médica, ao contrário, devem ser avaliados o quanto antes para identificar e tratar a causa.

Quando não se encontra tratamento eficiente para as causas, outras medidas podem ser tomadas, como por exemplo, medicamentos e até bombas, mas a prescrição deverá ser feita pelo médico responsável pelo tratamento.

Quais são os sintomas mais comuns?

Os sintomas tradicionais da disfunção erétil é a falta de ereção. O homem pode se sentir incapaz de manter o pênis ereto a fim de manter uma relação sexual completa e satisfatória.

Com isso, o desejo sexual pode também ficar afetado e diminuir.

Crises de ansiedade, depressivas e nervosismo podem também aparecerem como consequência.

Fatores de risco

Como já mencionado, várias podem ser as causas da disfunção erétil é causada por um conjunto de fatores que podem ser psicológicos, físicos, vasculares e até sem uma causa aparente, onde se é difícil identificar, é o caso de quem passa por problemas emocionais, depressivos e ataques de ansiedade.

No geral, as causas estão relacionadas ao bloqueio das funções dos vasos sanguíneos, tornando a ereção cada vez mais difícil, já que ela está diretamente ligada a isto. Outros fatores que contribuem são:

  • Idade;
  • Hormônios;
  • Alimentação;
  • Sedentarismo;
  • Estresse;
  • Tabaco
  • Excesso de álcool ou outras drogas.     

Os tratamentos para a disfunção erétil

Tratar a disfunção erétil é um processo que acontece por meio de medicamentos que não são considerados invasivos. O Viagra, o Cilais e o Azu power são os mais utilizados neste caso. Eles atuam na ativação das células lisas que revestem os vasos sanguíneos que levam o sangue até o pênis. Quando isto acontece, a ereção então é possível.

Se a causa da impotência por o efeito colateral de certos medicamentos, pode ser indicada a diminuição das doses dos mesmos, mas isto somente é feito se este efeito estiver acontecendo devido ao uso em dosagem inadequada, lembrando que remédios para pressão alta e para o tratamento de problemas depressivos, podem ter esse tipo de efeito colateral.

Outra alternativa também utilizada por médicos para o tratamento da impotência sexual, são os dispositivos de constrição de vácuo. Também supositórios de prostaglandinas que equilibram as taxas hormonais permitindo melhor circulação sanguínea. Este procedimento também pode ser feito com injeções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *